Modafinil: Conheça a suposta “pílula da inteligência”

Muitas pessoas usam substâncias para aumentar sua concentração e incrementar as capacidades de raciocínio. Entre os preferidos podemos citar cafeína, efedrina e a ritalina. Entretanto, o modafinil está se tornando cada vez mais popular, vendendo em quantidades enormes e ganhando muito dinheiro em todo o mundo. Ganhou a alcunha de pílula da inteligência do momento. Com a popularidade crescendo rápido, cientistas já fazem pesquisas sobre seus efeitos e vêm obtendo resultados surpreendentes.

O modafinil é um composto desenvolvido para o tratamento da apneia obstrutiva do sono e da narcolepsia, situação patológica caracterizada pelo excesso de sono. Nos últimos anos, porém, muitas pessoas começaram a usar o remédio para se manter acordado por mais tempo e com melhor concentração. A popularidade do modafinil é muito grande principalmente entre estudantes universitários e candidatos a universidades, que aproveitam seus efeitos para melhorar sua capacidade de aprendizado e maximizar sua velocidade de pensamento, raciocínio e memorização.

O remédio age no sistema nervoso central, excitando as áreas do cérebro responsáveis pela inibição do sono, o que torna o usuário desperto e causa uma sensação de energia e capacidade de concentração estimulada. O Modafinil pode ser comprado em farmácias convencionais em forma de comprimidos, levando nomes comerciais como Provigil, Vigil, Modiodal ou Stavigile. Atualmente, o preço do remédio é de aproximadamente R$ 130, dependendo da quantidade de comprimidos na caixa, mas só pode ser adquirido com receita médica.

modafinil

Atuação e utilização do Modafinil

O modafinil é indicado no tratamento de sonolência excessiva, associada a doenças como narcolepsia e outros distúrbios relacionados do sono, onde a pessoa dorme em situações totalmente inesperadas, como durante uma conversa, no trabalho ou em reuniões sociais, por exemplo. O medicamento ganhou o apelido de pílula da inteligência por ser utilizado por estudantes universitários ou que estejam se preparando para concursos.

O uso do modafinil consiste na ingestão de um comprimido de 200 mg uma vez por dia, ou dois comprimidos de 100mg por dia, podendo ser tomado ao acordar e em seguida na hora do almoço.  Para pessoas com mais de 65 anos, a dose máxima não deve exceder 100mg diárias. O remédio começa a fazer efeito cerca de 1 a 2 horas após a ingestão, e tem duração de 8 a 9 horas.

Efeitos colaterais e contraindicações

O excesso do modafinil pode ter graves efeitos colaterais, uma vez que a longo prazo a substância causa vício e efeito de doping. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns incluem dor de cabeça, infecção do trato respiratório superior, náuseas, vômitos, nervosismo, ansiedade e insônia. Houve também relatos de casos de comportamento agressivo, surtos depressivos e até mesmo pensamentos suicidas. Não bastasse, o vício nesse nootrópico pode levar os usuários a tentarem comprar remédios sem receita, o que aumenta de maneira exponencial a chance de comprar uma substância falsificada, com riscos inimagináveis para a saúde.

Em caso de reação alérgica ao modafinil, podem surgir ainda manchas, bolhas e feridas na pele ou na boca, inchaço nos lábios, nos olhos e na garganta, falta de ar, dificuldade para engolir e rouquidão. Nesses casos, é essencial procurar ajuda médica imediatamente.

O modafinil é contraindicado durante a gravidez e para pessoas que tenham problemas de pressão alta ou que estejam em tratamento de arritmia cardíaca. Também é contraindicado em caso de hipersensibilidade aos componentes da fórmula. O uso deste medicamento não ser feito combinado com o consumo de bebidas alcoólicas. Por fim, as crianças devem ser mantidas longe e jamais devem tomar o nootrópico.

Modafinil: Conheça a suposta “pílula da inteligência”
Rate this post

Leave a Reply