Nootrópicos

Nootropics: O que são e como funcionam?

nootrópicos

É comum as pessoas ouvirem esse nome e não saberem do que se trata. Se fala muito ultimamente de nootrópicos naturais, suplementos nootrópicos, alimentos nootrópicos, entre outros. Mas, afinal, o que são nootrópicos?

Os nootrópicos são substâncias sintéticas ou naturais capazes de melhorar aspectos da cognição humana, como a memória e a concentração, sem causar efeitos negativos secundários ou dependência. Eles têm sido utilizados para combater doenças degenerativas, como o Mal de Parkinson e o Alzheimer. Também podem ser indicados em casos de Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) e para pessoas com dificuldade de aprendizagem.

Como funcionam os nootrópicos

Sejam elas artificiais, como as que são utilizadas em medicamentos, ou naturais, extraídas de plantas e transformadas em suplementos alimentares, as substâncias nootrópicas agem aumentando o fluxo de sangue para o cérebro, fornecendo mais oxigênio e estimulando o sistema nervoso central.

O termo nootrópico foi primeiro utilizado por um pesquisador romeno. Na década de 70, ele definiu os nootrópicos como substâncias não tóxicas, não viciantes e que não provocam efeitos colaterais. Não existem muitas pesquisas que se dediquem a estudar a ação dos nootrópicos no organismo, mas os seus defensores acreditam que elas aprimoram o metabolismo cerebral.

Quem pode utilizar substâncias nootrópicas?

Seu uso é crescente no mundo moderno, onde somos constantemente bombardeados com informações e precisamos cumprir mil compromissos em um espaço de tempo limitado. Hoje é bastante comum o uso dessas substâncias por estudantes na época da universidade. Mas seu uso não deve ser feito sem supervisão ou acompanhamento médico.

Graças à grande demanda, empresas de suplementos e medicamentos nootrópicos de verdade surgiram na última década. A cafeína e o ômega 3, substâncias consideradas nootrópicas, são geralmente combinadas em suplementos alimentares naturais que podem aumentar a concentração, a aprendizagem, a memória e a atenção.

Os suplementos nootrópicos geralmente variam em resultados de acordo com o usuário e a dosagem, mas ainda não existem estudos científicos que comprovem seus benefícios. Aqui no Saúde Online, trazemos informações sobre os melhores nootrópicos do mercado de acordo com as avaliações dos consumidores.

A importância de falar sobre a saúde mental

Quando falamos sobre saúde mental, podemos falar sobre diversas coisas. Doenças degenerativas, como demência e Alzheimer, transtornos mentais, como a bipolaridade e a depressão, funções cognitivas, nas quais entram os nootópicos, e também saúde e inteligência emocional, que são tão pouco discutidas.

Sabemos que a saúde mental geralmente fica em segundo plano quando falamos de saúde. Mas isso vem mudando e cada vez mais vemos discussões acerca de transtornos mentais e da importância de cuidar da mente tanto como do corpo.

Transtornos como o estresse e a depressão caracterizam doenças mentais muito comuns atualmente. Elas chegam a atingir números alarmantes em todo o mundo, constituindo uma das principais causas para a incapacidade. Nesse sentido, é imprescindível dar o mesmo valor à saúde mental e emocional como damos à saúde física.

A campanha da Organização Mundial da Saúde deste ano carrega o lema “Vamos falar sobre a Depressão”. Essa campanha reforça a necessidade de discutir um assunto que, para muitas sociedades, inclusive a nossa, ainda é tabu. No entanto, manter um estilo de vida saudável, sobre o qual falamos muito aqui no Saúde Online, engloba também manter a saúde mental. Isso significa não apenas a ausência de enfermidades, mas o bem-estar físico, mental e social.

As capacidades cognitivas e os nootrópicos

Muitos acreditam que os nootrópicos podem aprimorar a capacidade cognitiva da memória, atenção e concentração. No entanto, seu uso deve ser controlado e recomendado por um médico. Recomendamos a leitura dos demais artigos sobre nootrópicos naturais, saúde mental, estilo de vida e uso de tratamentos naturais.